News
Loading...
Blog Parceiro

Feira cultural leste europeia edição de inverno é atração gratuita em São Paulo neste Domingo!






Barraca da comunidade Lituana na Feira Cultural Leste Européia com venda de
cervejas artesanais

A Associação dos Moradores, Comerciantes, Empresários, Párocos e Profissionais Liberais do Bairro de Vila Zelina e adjacências (AMOVIZA) foi fundada em 2008 com o objetivo de mobilizar a comunidade para o bem estar de todos e valorizar este aspecto cultural forte leste europeu, realizando uma vez ao mês a Feira Cultural Leste Européia de São Paulo onde são ofertados produtos artesanais da região e culinária típica dos países do leste europeu, além de oficinas culturais onde é possível aprender um pouco do artesanato típico destas culturas.

Próximo da Páscoa é feita a pintura dos ovos de Páscoa, uma tradição dos povos do leste europeu.

 Artesanato polonês (pessânkas: ovo colorido a mão e simboliza a vida, 
a saúde e prosperidade )


Ver programação de 2017!

A entrada é gratuita no evento que ocorre na Vila Zelina, um bairro no distrito de Vila Prudente, zonal leste da cidade de São Paulo, considerado o leste europeu paulistano.

Feira Cultural Leste Europeia de São Paulo – Edição de Inverno
Domingo - 9 de Julho de 2017
Local: Rua Aracati Mirim (ao lado do Parque Ecológico da Vila Prudente)
Horário: das 10h às 17


Um Pouco da História



A região de Vila Zelina e suas adjacências como a Vila Alpina, Vila Bela, Vila Lúcia, Jardim Avelino, Parque Vila Prudente, Parque São Lucas e Quinta das Paineiras ainda oferecem aquele ar provinciano a região que foi formada em parte com a ajuda de imigrantes do centro e leste da Europa.

A maioria dos imigrantes oriundos do leste europeu como poloneses, húngaros, búlgaros e ucranianos, entre tantas nacionalidades que chegaram ao local, deixaram suas terras natais devido às mazelas provocadas pela Primeira Guerra Mundial e também pela Revolução Bolchevique de 1917 na Rússia que se espalhou por todo leste europeu.

Ao longo da década de 1920 do Século XX, vieram os imigrantes do leste europeu poloneses, húngaros, búlgaros, russos , romenos, lituanos, letos, tchecoeslovacos, ucranianos , estonianos, eslovenos , iugoslavos , bielorrussos adquiriram terrenos e construíram suas casas no loteamento que se encontrava no bairro. No local instalaram diversos comércios, por exemplo, vendas de secos e molhados, lojas, padarias onde faziam o famoso Pão Preto, também uma contribuição desses povos para à gastronomia paulistana.
Pão Preto

No que tange à arte culinária, os imigrantes trouxeram alimentos tradicionais, ainda hoje elaborados pelas rotisseries da região, como Vareniki (em russo), Virtinai (em lituano), Piroghi (em ucraniano), Borsch (sopa de beterraba russa), repolho e pepino curtidos e o arenque defumado. Além disso, mantiveram a tradição do artesanato, onde se destacam as pinturas com motivos ucranianos em porcelana, arte em madeira, ovos pintados, bordados típicos etc.

Barraca da comunidade Russa na Feira Cultural Leste Européia com venda de
produtos artesanais como matrioshkas (bonecas russas)  e ovos pintados

Barraca da comunidade Búlgara na Feira Cultural Leste Européia com venda 
de produtos artesanais

Barraca da comunidade Russa na Feira Cultural Leste Européia com venda 
de comidas típicas

Aproveite esta oportunidade para conhecer um pouco destas culturas e apreciar pratos deliciosos!

Fontes:
AMOVIZA
WIKIPEDIA

About Giselle Forestiero

Obrigado por visitar o Blog da B-Lux Tomadas e Interruptores.