News
Loading...
Blog Parceiro

110V ou 220V?! Qual é a tensão mais vantajosa?


Está construindo e não sabe qual tensão elétrica usar?!

Aqui vamos esclarecer a dúvida mais comum entre os consumidores que é saber se 220V economiza mais energia do que 110V, qual é a mais vantajosa e por que.

Muitas pessoas acreditam que a tensão 220V consome menos energia elétrica do que a 110V e se optarem por tal instalação farão economias futuras com a conta de luz, mas, segundo o professor de eletrotécnica, Henrique Mattede,
o consumo é o mesmo.

Henrique exemplifica com um caso bastante comum que é a instalação de um chuveiro elétrico, cuja potência é de 5500W.

Se usarmos a tensão 110V e aplicarmos na fórmula P=V * I (onde P é a potência, V é a tensão elétrica e I é a corrente elétrica) e compararmos com o uso da tensão 220V notaremos diferença apenas nas correntes, sendo a corrente maior quando usamos a tensão elétrica 110V e, portanto, o consumo de energia é o mesmo para as duas tensões, visto que a potência é que reflete no consumo. Como foi mantida a mesma potência não haverá redução no consumo elétrico.
 

  

O que se pode afirmar é que haverá sim uma economia na instalação deste chuveiro, visto que uma corrente elétrica menor, ou seja, se ele usar a tensão 220V exigirá condutores elétricos de menor espessura, além de um disjuntor que suporte uma menor corrente elétrica.

Henrique afirma que em uma escala muito pequena e talvez quase imperceptível, em sua conta de luz pode haver uma diferença devido ao circuito em 220V ter um menor fluxo de corrente elétrica circulando em seus condutores e na ocorrência de emendas de qualidade ruim o aquecimento nestes pontos seria menor, resultando em um gasto menor em energia elétrica, mas a princípio e por convenção devemos entender que a instalação elétrica está dentro dos padrões técnicos e de segurança definidos no projeto de instalação residencial.

Para evitar problemas com emendas de qualidade ruim de cabos ou fios indicamos o uso de conectores da Building, cuja fabricação é 100% nacional!

Referente à economia de energia, poderá haver desvantagens dependendo do aparelho escolhido.

Como muitos sabem, os "vilões" das contas de luz são chuveiros, secadoras de roupas, secadores de cabelos, aquecedores etc., pois precisam produzir calor e, por esse motivo, gastam muito mais energia. Nestes casos específicos, o 220V pode ser mais vantajoso. "Considerando-se alguns padrões de funcionamento, uma geladeira funcionando no 220V economiza menos de 10% de energia se comparada a uma de 110V. Mas já uma secadora de roupas ligada no 220V gasta, em média, 30% a menos, uma economia expressiva", explica o docente do Grupo de Física Teórica do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP), Luiz Nunes de Oliveira.

A tensão elétrica 220V exige a passagem de menos elétrons e, portanto, menor gasto energético nos fios que conduzem eletricidade até a tomada. "É a passagem de corrente elétrica que aumenta o gasto de energia, uma energia gasta à toa, diga-se de passagem, pois quanto mais corrente passa no fio, mais calor é gerado, que, inclusive, cresce com o quadrado da corrente", exemplifica o docente.

Ou seja, se você dobrar a corrente, aumenta-se quatro vezes o calor que passa pelo fio, uma consequência indesejada e que pode causar até mesmo incêndios, em casos extremos.

Mas, na realidade, o que realmente influencia o maior ou menor gasto dos aparelhos elétricos é o fio por onde a energia passa. Se a fiação de uma casa for dimensionada de acordo com os padrões atuais, aparelhos de 110V e 220V trarão o mesmo gasto.

"Se você construir uma casa e a fiação estiver de acordo com as normas, o gasto de energia no fio será insignificante. Mas há muitas casas que não possuem a fiação adequada e, por isso, a chance de maior gasto, bem como de curtos circuitos é grande", elucida Luiz Nunes. "O mesmo vale para emenda de fios: se elas forem mal feitas, o gasto de energia quando a eletricidade passa por eles será maior. No caso de 220V, esse gasto será, realmente, quatro vezes maior".

A questão, portanto, é quanta energia os fios gastam. Numa casa construída com os padrões modernos, a fiação é grossa o suficiente para tornar insignificante o consumo ao longo dos fios. Entretanto, muitas das casas construídas no século XX não seguiram esse padrão, e mesmo hoje muitas são construídas com instalações elétricas abaixo do padrão, pois o cobre dos fios custa muito caro. Outro problema são as conexões (emendas entre fios) mal feitas, que também consomem energia. Nesses casos, uma fração importante da conta de luz será gasta para aquecer os fios ou as conexões, sem nenhum resultado desejável. Aparelhos com 220V reduzirão esse gasto inútil em relação a aparelhos com 110V.

Você deve estar se perguntando: Por que, então, vemos na maioria dos lugares usando a tensão 110V?!

A tensão 110V predomina no Brasil e em muitos países por conta da segurança. Levar um choque de uma tomada de 220V é duplamente mais perigoso. De acordo com Luiz Nunes, ao colocar as mãos numa tomada, nós fazemos o papel dos aparelhos: servimos de intermediário para entrada e saída de elétrons. Mas, diferente dos aparelhos, não temos nenhum motor interno que aglomere toda essa energia e a devolva ao outro polo da tomada.

Finalizando esta publicação queremos deixar um alerta para que façam revisões nas suas instalações elétricas e usem materiais de qualidade, pois além de isso significar economia futura, também significa sua segurança e dos seus familiares. Pensando nisso a B-Lux oferece tomadas, interruptores, plugues, adaptadores, plafons que possuem 15 anos de garantia!


Fontes:
MUNDODAELETRICA
IFSC

About Giselle Forestiero

Obrigado por visitar o Blog da B-Lux Tomadas e Interruptores.